Galeria | 28/01/16

Porque trabalhar a ideia de galerias?

As galerias voltam a ser tendência em diversas partes do mundo. São locais ideais para agregar empreendimentos inovadores de gastronomia, móveis, design, revistas, arte e acessórios para casa e para vida. Podem funcionar como fontes férteis de interpretação de um estilo de vida cultural.

Vamos fazer de uma galeria no centro de São Paulo, bem localizada, de fácil acesso por qualquer meio de transporte, num prédio tombado pelo seu valor cultural e próxima de diversos pontos “cult”, o modelo para esse tipo de negócio no Brasil?

Projeto Galeria
Vem comigo que no caminho eu te explico:

Data:
Entre 28/1 e 31/01/2016

Quinta-feira
18 – 22h00

  • Quem somos: de onde viemos e para onde vamos?
  • Exposição, exploração e discussão da ideia.
  • Onde queremos chegar?
  • O que precisamos fazer (what to do)?
  • Como vamos fazer (how to do)?
  • Qual o seu papel? Qual o papel de cada um? Qual o nosso papel?
  • Quais bases de informações temos?
  • Quais informações precisamos buscar?
  • O que faremos amanhã?

Pós 22h00

  • Passe livre: socialização, imersão cultural, estreitamento de vínculos afetivos com a cidade e com o grupo.

Sexta-feira
10 – 14h00

  • Trabalho duro: composição do mapeamento e inteligências das informações.

Sexta-feira
14 – 20h00

  • Trabalho mais duro ainda: testando as hipóteses

Pós 22h00

  • Noite livre: para descanso, para extravasar ou para o uptodate do trabalho, se a mente e o corpo permitirem.

Sábado
10 – 15h00

  • Trabalho duro. Transposição da ideia ao projeto.
  • Análise das informações, visualização inicial do projeto, discussão de ideias ou de rumos não abordados, confecção do projeto final.

Sábado
15 – 17h00

  • Almoço na Praça
    Comida, cerveja, música e muita diversão

Sábado
Pós 22h00

  • Festa!
    Vamos curtir a noite paulistana em lugares que poucos paulistanos conhecem…

Domingo
Das 10 às 14 horas

  • DIA X: apresentação do projeto final.
  • Discussão sobre possíveis formas de continuidade e implementação.
  • Definição de valores, prospects, participçaões e viabilidade do projeto.

Investimento

Sim, investimento! Os projetos Tow IN Experiência têm como característica a possibilidade de pagar um pouco e sair com muito. Como?

Pagar um pouco significa remunerar as despesas sem gerar lucro. Os conectores são pagos a preços muito justos, e a alimentação e os materiais têm uma caixinha. O grupo decide como usar essa caixinha. Se sobrar algum no final do programa, pode distribuir a grana entre os participantes, doar, remunerar alguma atividade extra ou jogar na sena.

E a parte de sair com muito? Espera-se que ao final sejam geradas ideias e projetos, que podem ser implementados, vendidos, desenvolvidos. E, novamente, o grupo decide o que será feito e como. Assim, se houver geração de caixa com o projeto, o investimento pode ser recuperado. Ou multiplicado.

Veja abaixo a composição do valor do investimento:

0000

Valor:

R$ 955 em até 10 vezes sem juros.

Sobre os horários:

  • O grupo poderá readequar os horários de acordo com as necessidades, sempre por consenso.
  • A rede será formada no início e estará conectada 24 horas.
  • A sede ficará aberta fora dos horários, de acordo com as necessidades dos participantes.urururu
  • Grupos ou participantes poderão estar fora fazendo seus respectivos trabalhos a qualquer momento, mas TODOS devem estar presentes nos momentos separados para organização de trabalhos, apresentação e discussão dos resultados e das atividades a serem desenvolvidas.